justinoChamo-me Justino Cassongo Ningue, tenho 35 anos de idade e sou natural do Huambo, município da Caála. Sou frequentador e dedico como assistente do grupo terra no bairro Seta Nova, em Benguela.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial no dia 9 de junho de 2014, por intermédio dos meus antepassados.

Os motivos que me levaram a conhecer a Igreja foram doenças, conflito familiar e crise financeira. Eu sofria de insônia, não conseguia andar, cheguei a abandonar minha casa e passei a dormir nas casas de quimbandas. Os conflitos familiares e a crise financeira começaram quando levei minha esposa às casas de santas, na província do Huambo. Para solucionar os problemas, fui até as casas de quimbandas e santas, onde me orientaram a levar-lhes galinha, cabrito e panos. Depois de fazer todo este tratamento, não obtive melhora. Então, desloquei-me para a província de Benguela, pois diziam que as quimbandas de lá eram melhores. Uma semana depois, tive um sonho em que os espíritos me mandaram procurar uma igreja.

Certo dia, estava a andar de moto com meu primo, à procura de medicamento, e paramos próximo a uma igreja. Mesmo sem conhecer, resolvi entrar e foi deste modo que descobri a Igreja Messiânica.

Fui recebido pela responsável, que me orientou a fazer as práticas básicas da igreja. Cumpri com as dedicações sem nenhum problema.

Um mês depois, fui ao hospital para fazer exames e os médicos me disseram que eu já não tinha nada. Em agradecimento pela graça recebida, fiz donativo de gratidão pelo meu segundo nascimento, e agora estou a levar a Obra do Messias Meishu-Sama para as pessoas.

A experiência de fé que passo a relatar para os senhores está relacionada com a prática do Sonen no lar e limpeza em casa.

Após passar a fazer a prática do Sonen no meu lar, ganhei a permissão de unir a minha família. Minha esposa, com quem antes frequentava as casas de quimbanda, agora passou a acompanhar-me na realização da prática do Sonen.

Algumas semanas depois, recebemos a visita de missionários, que fizeram limpeza em minha casa. Retiramos todos os móveis e limpamos todos os cômodos. Conseguimos tirar muitas teias de aranha e muito lixo. Limpamos também o terreno completo da casa e lavamos as roupas que estavam sujas. Tudo que já não era necessário, jogamos no lixo.

Participaram desta dedicação 5 frequentadores e 2 membros. No final da limpeza, distribuímos flores na vizinhança.

Com isso, o ambiente em minha casa mudou completamente. No dia seguinte, minha esposa tomou a decisão de frequentar a igreja junto com os nossos filhos. Hoje, graças a Deus, participamos juntos das orações às 6h, e fazemos prática do Sonen e oração antes de dormir e ao acordar.

Encaminho pessoas à Igreja, já materializei o donativo da segunda etapa da Escola Agrícola e o donativo de construção local. Cuido de frequentadores em um bairro, com a prática do sonen e oração.

Com esta experiência de fé, aprendi que a Igreja Messiânica veio para tirar as pessoas do inferno e conduzi-las ao paraíso.

Quero agradecer a Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados por me permitirem conhecer este magnífico caminho da salvação. Aos ministros, responsáveis, membros e frequentadores, e a todos que comigo partilharam a minha experiência de fé, o meu muito obrigado!

Benguela, 3 de Agosto de 2014