CULTO MENSAL ALBERGA CERCA DE 8000 PESSOAS NA SEDE CENTRAL DE ÁFRICA.

A Igreja Messiânica Mundial de Angola (IMMA) realizou o Culto Mensal de Gratidão do mês de Agosto e da Farta Colheita, no dia 06 de Agosto de 2017, na Sede Central de África em Luanda-Angola.

A cerimónia que culminou com uma exposição de produtos da Agricultura Natural, foi celebrada pelo Presidente da IMMA, Reverendo Claudio Cristiano Leal Pinheiro, participaram cerca de 8000 pessoas dentre o IIº Secretário da Província de Luanda, do Partido MPLA, Dr. Mário Pinto de Andrade e sua comitiva, Dra. Manuela Maria da Conceição Bezerra, Administradora do Município de Talatona; Dra. Virginia Massokolo, Administradora do Distrito do Futungo de Belas, ministros pastorais, missionários, membros, frequentadores e convidados pela Primeira vez.
Na sua intervenção, o IIº Secretário  Provincial do MPLA, Dr. Mário Pinto de Andrade, agradeceu pela recepção e disse estar encantado principalmente pelo ensinamento de Meishu-Sama “A Força do Solo” lido no culto e pelo facto da Agricultura Natural praticada pelos messiânicos, sem agrotóxicos, acto de extrema importância para a vida humana. O político recordou aos presentes sobre o momento de reflexão do pais e a importância do voto como um dever de cidadania.
O Presidente da IMMA, Reverendo Claudio Pinheiro, parabenizou os fiéis pelo Culto da Farta Colheita, agradeceu aos visitantes por fazerem parte do culto e falou sobre a importância de agradecer a Deus pela produção através do método da Agricultura Natural idealizado por Mokiti Okada.
De acordo com o Presidente da IMMA, quando falarmos sobre agricultura, veremos que o nosso continente está numa situação previlegiada em relação a outros continentes, porque 70% da população vive da agricultura. Falar sobre a expansão da Agricultura Natural, significa influenciar directamente a vida de 70% da população de todo o continente africano. Quando o Messias Meishu-Sama começou as experiências com a Agricultura Natural, na década de 30, o Japão era muito sofrido, miserável, havia muita desmotivação e descriminação. O que acontece com muito de nós que estamos na cidade, que não temos gratidão pelo homem do campo que nos mantém vivos, que produz para podermos estudar e trabalhar. Então Meishu-Sama sentiu amor pelos agricultores e, foi assim que Ele deu o primeiro passo para começar a aprofundar até receber a revelação sobre a Agricultura Natural. Mas o primeiro sentimento Dele foi de poder mudar a vida dos agricultores. Hoje o quadro dos agricultores a nível mundial não é diferente.
O Presidente disse ainda que é importante fazermos um esforço para a expansão dessa Coluna da Salvação que é a Agricultura Natural, porque hoje a maior parte das doenças do mundo inteiro, são consequência do que comemos, por contaminação dos alimentos e do meio ambiente, através das práticas da agricultura convencional. Cada dia confirma-se os efeitos dos adubos, pesticidas na água, no solo e o seu ímpacto na nossa saúde. Então, é muito importante agradecermos pela Agricultura Natural como uma nova partida em prol da expansão dessa coluna começando pela nossa casa, tendo uma horta no nosso quintal, no nosso local de trabalho. Quem não tem espaço em sua casa pode começar com vasos. Assim vamos sentir o efeito de mexer com a terra, agradecer, plantar, semear, cuidar e colher. Precisámos  levar isso para outras pessoas principalmente as nossas crianças e aos jovens porque quando nos afastámos da natureza, nos afastamos de Deus, afirmou o Presidente da IMMA.