Chamo-me Faiéla da Costa Diogo, Untitledtenho 12 anos de idade, sou frequentadora e resido em vila de Almas – São Tomé e Príncipe.

A experiencia de fé que passo a relatar aos irmãos está relacionada com Johrei.

Certo dia, junto com a minha irmã, fomos ao rio lavar a roupa, no final de repente comecei a sentir dores na perna, que para chegar a casa foi com muitas dificuldades. Com esforço consegui chegar a casa mas com muita febre e perna toda inflamada. Com muitas dores, fui directo para cama.

A minha mãe quando chegou a casa, encontrando-me naquele estado, disse:

Faiéla em casa, graças a Deus! Pelo menos com essa purificação ela vai descansar um pouco, porque ela gosta muito de andar.

Acrescentou que iria preparar o jantar e depois ministrar-me Johrei. O meu pai  ao tomar conhecimento do sucedido, mandou a minha mãe comprar os comprimidos, mas a mesma não deu ouvidos.

Mas tarde, ministrou-me Johrei durante 40 minutos, enquanto recitava a prática do sonen e oração. Ao amanhecer, acordei sem febre mas a perna continuava inflamada e a minha mãe antes de sair da casa ministrou-me novamente Johrei durante 15 minuto.

A tardinha quando ela chegou perguntou como estava a me sentir. Respondi que as dores cessaram, mas a perna continuava inflamada.  Com isso, ela disse que se no dia seguinte a perna não desinflamasse, me levaria a um enfermeiro para ser tratada. Respondi que não queria.

Assim que ela terminou todos afazeres de casa e antes de deitar-se voltou a ministrar-me Johrei, fizemos juntas a prática do sonen, encaminhando todos os antepassados que estavam a se manifestar através daquela purificação. Quando terminou, fez oração para agradecer materializando um donativo de gratidão e fomos dormir. No dia seguinte, assim que acordei, a minha mãe foi verificar o estado da minha perna e reparou que tinha algo estranho e escuro que ao abrir saiu muito líquido. A minha mãe voltou a ministrar-me Johrei. Assim que ela saiu, recebi a visita das minhas amigas, juntas, brincamos um pouco e sem me aperceber a perna ficou mais leve, desinflamou e melhorou consideravelmente, sem ser necessário ingerir comprimidos, nem fazer qualquer tratamento, apenas com Johrei e oração fiquei melhor.

Aprendi que Meishu-Sama é o Messias esperado pela humanidade e que o Johrei salva.

Meu compromisso é de aprofundar cada vez mais no recebimento do Johrei e ganhar a permissão de receber o sagrado Ohikari para também ministrar Johrei nas outras pessoas.

Agradeço ao Supremo Deus, Messias Meishu-Sama, pela permissão de conhecer este maravilhoso caminho da salvação juntos com os meus antepassados.