Chamo-me Sebastiana Luís Bandeira Lima Bonfim, Untitledsou missionária e dedico como líder da Rede de Salvação de São Ponjata.

Conheci a Igreja Messiânica Mundial de São Tomé e Príncipe em Março de 2007, por motivo de doença e conflito.

Ao chegar a Igreja, fui recebida pelo plantonista que após ouvir-me, orientou o seguinte:

  • Receber 10 Johrei por dia,
  • Assistir aos cultos,
  • Colocar e manter arranjos de flor natural em casa e distribuir para os vizinhos.

Não tive dificuldades para praticar essas orientações e face a isso, purifiquei com fortes dores da perna e fiquei com a sensação de que iria perder uma perna. Fui orientada a agradecer pela purificação, e receber muito Johrei. Com isso, a perna inflamou e de seguida apareceu uma ferida grande que deitava muito líquido.

Certo dia, fui ao encontro de uma enfermeira a fim de fazer tratamento, perguntei-lhe se alguma vez já havia tratado um caso semelhante. Para o meu espanto, ela disse-me que conhecia a oração da minha Igreja e o que iria cicatrizar a minha ferida seriam as orações. Sempre que fosse ao tratamento, ela não colocava nenhum medicamento, só limpava utilizando um liquido.

Aprofundei no recebimento do Johrei e prática do donativo de gratidão, até que a ferida cicatrizou por completo. Materializei um donativo especial pela purificação e algum tempo depois, fiz o meu donativo de primeira graça e de outorga, em Setembro do mesmo ano, recebi o meu sagrado Ohikari para ministrar Johrei nas outras pessoas.

A experiência de fé que vou compartilhar está relacionada com o servir, desenvolvendo a prática da fé.

Em 2015, por permissão de Deus e Meishu-Sama, viajei para França, ao encontro do meu filho que lá reside. Durante a minha estadia, disfrutei de muitos momentos emocionantes, mas também tive momentos de preocupação com a situação que ele enfrentava em relação ao seu casamento. Pois se encontrava casado há mais de dois anos mas não conseguiam ter um filho, o que tem causava muito sofrimento para o casal, com a cobrança dos familiares.

Ao regressar de França, assumi o compromisso de aumentar o meu desafio de servir a Deus e Meishu-Sama, entrando nas casas das pessoas e aprofundar na dor dos mesmos dando o meu melhor nas assistências religiosas. Foi com esse sonen que pedi apoio aos meus antepassados de juntos realizarmos esse compromisso e fui ministrando Johrei nas senhoras grávidas, nas crianças e não só, mentalizando a Luz do Messias, chegando ao meu filho e a minha nora.

Ao dar início a construção do Johrei Center de Milagrosa, me empenhei nas dedicações, tanto no tempo como no donativo e muitas vezes colocando sonen de meu filho ser utilizado a participar nesta construção e o dinheiro que ele me enviava, fazia donativo de construção dirigida a este Johrei Center.

Decorrido três meses da materialização desse compromisso, certo dia o meu filho ligou-me para comunicar que a sua esposa sofreu um aborto espontâneo de gestação de 3 messes. Desanimada, perguntei:

Porquê que você não me avisou que a sua esposa estava grávida para eu poder fazer um donativo especial para agradecer essa benção? Ele me respondeu calmamente dizendo:

Meishu-Sama é teu Deus né? Eu acredito Nele, porque o teu Deus já fez maravilha na minha vida. Olha, eu vivia aqui em França e a minha esposa na China, só ficávamos juntos por ocasião das suas férias anuais. Milagrosamente, ganhei transferência para ir trabalhar na China e passamos a viver juntos como um casal. Eu reconheço que são as suas orações e actividades de bem que você faz na tua igreja  fizeram receber essa bênção.

Ouvindo isso, fiquei muito feliz e fui à foto do Messias, orei, materializando um donativo de gratidão e renovei o meu compromisso de dedicar com amor e alegria, me empenhando na prática das orientações.

Como líder de Rede da Salvação da localidade de São Ponjata e Cova Barro, fui me envolvendo cada vez mais no acompanhamento das casas, ministrando Johrei, fazendo vivências, limpeza, hortas caseiras, distribuindo flores e encaminhando pessoas, desligando dos problemas familiares.

Felizmente, no mês de Junho do ano em curso, o meu filho ligou-me e disse que a sua esposa estava grávida. Fui tomada de uma intensa alegria que não tem como descrever e só lhe disse:

Não se preocupa porque tudo vai correr bem, estou a dedicar para que todos vocês sejam felizes.

Até ao momento, tenho recebido informações da situação da gravidez e tudo está indo bem.

Tenho um netinho que fica comigo, enquanto a sua mãe vai para o trabalho. Certo dia, ele começou a chorar e não parava de chorar e de tanto chorar deixou todas as crianças de casa atrapalhadas que decidiram telefonar a mãe do menino. Pedi-a para não ligar para ninguém e disse:

Meishu-Sama está aqui.

Fui ao altar, fiz a prática de sonen, oração e pedi permissão a Deus e Meishu-Sama para ministrar Johrei. Durante 30 minutos ministrei-lhe Johrei. Minutos antes o menino foi ficando mais calmo, parou de chorar e começou a brincar, deixando todos felizes.

Quando a sua mãe chegou, contaram o que havia acontecido, ela simplesmente disse que era mentira. As crianças insistiram dizendo que, a mãe ministrou-lhe Johrei é por isso que ele acalmou. Ela retorquiu:

É verdade?!” Agora sei porque o Doutor de mãe é Meishu-Sama, essa senhora é muito rija, eu não sei quando que vi ela a tomar algum comprimido, nem para tensão alta, nem para outras doenças. ela fica com dor e só faz oração da sua Igreja e fica boa. É por isso que ela anda bastante, ela confia no Seu Deus. Aqui em casa cada um tem seu Deus, mas O da mãe é mais forte do que o nosso.

Um dos meus filhos vivia envolvido em conflitos no trabalho, graças a Deus e Meishu-Sama, ganhou permissão de viajar para o exterior, onde está a fazer formação superior. Duas filhas que fizeram a formação de professora, terminaram com sucesso e já estão a trabalhar.

Acompanhei um senhor que estava hospitalizado, teve alta com uma ferida grande na perna, com recebimento de Johrei e outras práticas, volvidos 30 dias a ferida cicatrizou, dei-lhe a prática de sonen e manifestou o desejo de conhecer a igreja. Cuido de 4 casas de membros, 2 casas de pessoas assistidas e uma casa de frequentador.

Aprendi que fazendo outras pessoas felizes, nós e a nossa família seremos agraciados também.

O meu compromisso é aprofundar cada vez mais na prática da fé messiânica para despertar almas de ouro que serão utilizadas na salvação da humanidade.

Agradeço a Deus e ao Messias Meishu-Sama, por me conduzirem a este maravilhoso caminho da salvação junto com os meus antepassados. Os meus agradecimentos são extensivos aos ministros, missionários membros e frequentadores.

Muito obrigada.