IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL DE ÁFRICA

CULTO MENSAL DE GRATIDÃO DO MÊS DE FEVEREIRO DE 2019

 REVERENDO CLAUDIO PINHEIRO

03 DE FEVEREIRO DE 2019

Bom dia a todos! Os senhores estão a passar bem? IMG_7055

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer aos senhores por todo o vosso empenho em prol da expansão da Obra Divina em Angola e por todo o Continente Africano!

Neste momento me encontro no Japão e amanhã, dia 04 de Fevereiro, participarei do Culto de Início da Primavera junto com os caravanistas africanos e estaremos a representar todos os senhores!

O dia 04 de Fevereiro tem um significado muito especial dentro da Obra Divina. Meishu-Sama nos explicou que a partir desse dia intensifica a queima de pecados acumulados durante a Era da Noite.

Há milhares de anos atrás, havia o Deus KUNITOKOTATI-NO-MIKOTO. Ele era muito bom e justo porém, muito rigoroso. Ele não permitia que os outros cometessem o mal e por isso realizaram um golpe para aprisioná-lo. Após terem lhe prendido, pegaram sementes de soja, queimaram e pisaram a dizer: “SÓ VAIS VOLTAR, QUANDO ESSA SOJA BROTAR!”.

Assim, o mundo entrou na Era da Noite e apesar de cometerem o Mal, os homens demoravam para pagar pelo que haviam feito.

Mas, no dia 04 de Fevereiro de 1954, Meishu-Sama disse: “A SOJA BROTOU! A PARTIR DE HOJE KUNITOKOTATI-NO-MIKOTO VAI VOLTAR A JULGAR OS HOMENS AQUI NO MUNDO MATERIAL!”

Por isso que as coisas ficam cada vez mais claras e não se consegue enganar mais por muito tempo. Para quem acredita em Deus e se preocupa em praticar o bem e fazer o melhor pela felicidade do próximo e do mundo, isso é maravilhoso mas, para quem não acredita e vive alicerçado na mentira e em ludibriar e prejudicar os outros, é terrível!

Nós messiânicos, precisamos ter o cuidado de não julgar nem criticar os outros mas sim, nos preocuparmos em nos analisarmos objectivamente, sempre a fazermos uma profunda reflexão sobre o que há no fundo do nosso coração. Normalmente gastamos muito tempo a falar dos outros e a falar sobre o que não temos certeza. Essa é uma postura perigosa, pois quando falamos mal de alguém injustamente, absorvemos as máculas dessa pessoa.

Durante a Era da Noite, movidos pelo egoísmo e materialismo, criamos muitos sofrimentos para o próximo e para o mundo. Agora é a oportunidade de limparmos essas impurezas, plantando sementes da felicidade através da prática do Johrei e dos ensinamentos do Messias Meishu-Sama.

Em relação a isso, gostaria de compartilhar com os senhores uma experiência de fé ocorrida em Moçambique.

Experiência do senhor Bartolomeu Mboa 

Núcleo de Johrei de Xai-Xai 

EXPERIÊNCIA DE FÉ

Chamo-me Bartolomeu Mapulango Mboa, sou Membro da Igreja e dedico no núcleo de Johrei de Xai-Xai. Conheci a Igreja Messiânica Mundial de Moçambique em 2018, encaminhado pelos meus antepassados.

Os motivos que me levaram conhecer a igreja foram doença, insónia, conflitos familiares e no meu trabalho como curandeiro.

Certo dia, tentava localizar uma determinada Organização Não Governamental, mas quando dei por mim, percebi que me havia perdido e acabei entrando na igreja sem perceber. Na altura, encontrei uma missionária, que logo convidou-me a fazer uma oração, ao que aceitei. Explicou-me sobre a igreja e disse que caso recebesse Johrei com frequência, poderia ultrapassar o meu sofrimento. Nesse dia, tive um sono tranquilo, o que não acontecia há anos. Quando acordei, lembrei-me das palavras da missionária, reflecti e decidi voltar à igreja, onde fui orientado a agradecer e cumprir com as orientações básicas da fé, as quais estou actualmente a cumprir.

Na infância, seguia o cristianismo, tanto é que, posteriormente, fui baptizado, crismado e contraí o matrimónio em 1961. À partir de então, a minha vida mudou e parecia até que tinha assinado uma sentença de sofrimento. Adoeci, tendo ficado de baixa diversas vezes nos hospitais de Gaza e Maputo e as doenças permaneciam sempre ocultas. Nenhum médico conseguia diagnosticar o que tinha. O que mais espantava é que em todas as enfermarias, logo que completasse 15 dias de baixa, eu conseguia levantar da cama e ia ter com o médico para obrigar-lhe a dar-me alta. O médico, todo pasmado, era obrigado a ceder, uma vez que não conseguira descobrir o que se passava comigo. Devido à esses problemas, consultei à vários curandeiros e maziones e estes diziam que para me ver livre da doença,  tinha que me tornar um curandeiro, querendo ou não. Fiquei desorientado com esta informação e, de facto, acabei por me dedicar à prática do curandeirismo, o que vinha praticando até hoje.

Ainda assim, nunca fui feliz, uma vez que numerosas vezes, os meus familiares acusavam-me pelo sofrimento que cada um estava a passar. Como médico tradicional (curandeiro), os costumes defendem que um curandeiro deve ter um mestre e após o falecimento do primeiro mestre, tive um segundo, cuja postura ou conduta era duvidosa. Isto porque, certo dia, quando ia solicitar remédio tradicional para o uso na minha actividade, deu-me um frasco e disse:

Sabias que dentro deste frasco tem uma pessoa? – Pasmado perguntei:

Pessoa em forma de quê? Terá esmagado carne de alguém e posto no frasco ou essa pessoa está em forma de espírito?

O mestre não me respondeu, fartou-se de rir e nunca mais quis falar à respeito. Fiquei com medo do que acabava de ouvir, mas mesmo assim, levei o frasco para casa e usei durante alguns dias. Por outro lado, eu não me sentia nada bem com aquela situação. Assim, resolvi devolver o frasco sem lhe informar e sem que ele se apercebesse. Desde então, passei à fase de intenso sofrimento, inclusive todos os animais que eu estava a criar foram morrendo, um a um. Até que a minha esposa e eu adoecemos, tendo ela perdido a visão e contraiu a paralisia da cintura, aos pés. Eu comecei a ter crises de Epilepsia, cujos efeitos demoravam muito a passar, chegando a ter perturbações mentais que causavam a perda de memória. Assim, tomei remédios que também dava aos meus clientes que apresentavam este tipo de perturbações, mas a mim não surtiam efeitos. Assim, procurei uma curandeira para resolver  esta situação, mas não resultou em nada. Decidi procurar tratamento hospitalar, mas estes também não surtiam os efeitos desejados.

Estou com este sofrimento há mais de 10 anos e agora que comecei a frequentar a igreja e a receber Johrei, tive apenas 2 crises de epilepsia, das quais recuperei em pouco tempo e sem perda de memória. A minha esposa, que vivia gritando de tanta dor de vista, desde que a participei do Culto de Gratidão Mensal na Sede Central em Maio do ano passado, até hoje, nunca sentiu as dores, dorme muito bem, conversa normalmente e já consegue sorrir, o que há anos não acontecia, graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama.

A Responsável marcou de vir à minha casa em visita missionária e dois dias antes, tive uma visão na qual apareceram alguns espíritos que o meu bisavô matou no tempo de Guerra de Ngungunhane e fui obrigado a trabalhar com esses espíritos depois da minha formação como curandeiro. Estes espíritos diziam: “Retire todos os panos que nos pertenciam e deite-os fora.” Coisa que nunca tinha acontecido em toda a minha experiência de curandeirismo.

Fiquei muito assustado, mas assim o fiz. Já no próprio dia da visita da Missionária, recebi em minha casa quase todos os meus familiares, dentre eles, tios, filho e netos, coisa que não acontecia há muitos anos e caso viessem à minha casa, era só para me acusar de feitiçaria. Até mesmo um dos meus tios, com quem não falava há cerca de 20 anos, naquele dia veio e manifestou a vontade de frequentar a Igreja Messiânica, graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama. Após relatar a situação sobre os panos à Missionaria, decidi queimá-los na presença de todos os familiares e irmãos da igreja.

Com esta experiência de fé aprendi que Meishu-Sama é Messias há muito esperado pela humanidade.

Como gratidão, concluí o donativo para recebimento da imagem de Kannon e tornei-me Membro no dia 17 de Junho, com o compromisso de cumprir a minha missão no caminho da Luz, salvando pessoas e participando da formação de 100 mil famílias convictas em África.

Já me cadastrei, tenho a horta caseira, tenho um dia de plantão por semana na Unidade Religiosa, participo das marchas nas casas, faço a distribuição de flores de luz, peregrino à Sede Central de Moçambique para o Culto Mensal de Gratidão e cultuo os meus antepassados. Já encaminhei mais 10 pessoas, das quais 3 frequentam a igreja assiduamente.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e à todos os meus Antepassados pela força e permissão de conhecer o caminho da Luz e servir a humanidade.

Aos ministros, missionários, membros e frequentadores, em especial, aos meus antepassados que me encaminharam à este caminho da salvação, o meu mais sincero agradecimento!

Através dessa maravilhosa experiência do sr. Bartolomeu Mboa, gostaria de reflectir sobre o ensinamento que foi lido hoje, “DOUTRINA DA IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL”!

Nesse ensinamento, o Messias Meishu-Sama deixa bem claro quais são as crenças da Religião Messiânica. Ou seja, em que nós acreditamos, em que nossa Religião se baseia, se fundamenta, e se alicerça.

Ele fala que nós acreditamos em Deus e que desde o início da criação Deus tem um Plano para o estabelecimento do Paraíso na Terra. Para cada época, Deus faz surgir as pessoas e as religiões necessárias, cada qual com sua missão.

Esse ensinamento nos mostra a profundidade do plano de Deus e nos ensina a pensarmos de uma forma centralizada em Deus, confiando Nele. A respeito das religiões, vemos que todas foram criadas por Deus, cada uma com sua missão.

            No livro “ A CRIAÇÃO DA CIVILIZAÇÃO “, o Messias Meishu-Sama escreveu o seguinte:

“MAS, POR QUAL MOTIVO, TODOS OS FUNDADORES DE RELIGIÕES COMBATERAM O MAL? COMO JÁ EXPLIQUEI, O MAL FOI NECESSÁRIO POR UM DETERMINADO PERÍODO MAS DEUS, SENHOR DO UNIVERSO NÃO LHES REVELOU O PROFUNDO SIGNIFICADO DESSE FACTO. POR CONSEGUINTE, MESMO AS DIVINDADES NÃO TINHAM CONDIÇÕES DE SEREM ESCLARECIDAS A ESSE RESPEITO E POR ISSO LUTARAM PARA CONSTRUIR O REINO DOS CÉUS UNICAMENTE PELA JUSTIÇA, ENQUANTO QUE OS DEMÓNIOS PRETENDIAM ALCANÇAR AS SUAS METAS AMBICIOSAS ATRAVÉS DO MAL; PARA ISSO FIZERAM DE TUDO, SEM MEDIR CONSEQUÊNCIAS. ENTRETANTO, EIS QUE EXPIROU O PRAZO CONCEDIDO AO MAL. COMO O PODER DE DEUS, O SENHOR DO UNIVERSO, AGORA SERÁ MANIFESTADO DIRECTAMENTE, ELE ESCOLHEU-ME E ME REVELOU A RAZÃO FUNDAMENTAL DO BEM E DO MAL. OS FUNDADORES DAS RELIGIÕES EXISTENTES ATÉ AGORA NÃO TINHAM FORÇAS SUFICIENTES. CRISTO É UM DOS MELHORES EXEMPLOS. ELE PRÓPRIO CHAMOU-SE “REDENTOR”, E NÃO “SALVADOR”. REDENTOR, COMO A PRÓPRIA EXPRESSÃO INDICA, É AQUELE QUE FAZ A REMISSÃO DOS PECADOS, OU MELHOR, AQUELE QUE, ASSUMINDO OS PECADOS DE TODOS, TEM A MISSÃO DE APRESENTAR AS DESCULPAS E IMPLORAR O PERDÃO A DEUS, SENHOR DO UNIVERSO. EM OUTROS TERMOS, CRISTO FOI O REPRESENTANTE DE TODOS PERANTE DEUS, QUE ESTAVA DO LADO DE SER PERDOADO, E NÃO AQUELE QUE CONCEDE O PERDÃO. POR ESSE MOTIVO, TEVE DE SER CRUCIFICADO PARA PODER RESGATAR OS PECADOS DE TODA A HUMANIDADE.”

Podemos ver a grande importância da missão de Jesus, a grandiosidade do seu amor de ter servido como redentor para resgatar os pecados do mundo. É um exemplo louvável e admirável de altruísmo e entrega a Deus. Mas, precisamos entender que Jesus não teve a missão de Messias, de Salvador e sim de Redentor!

No ensinamento lido hoje, “DOUTRINA DA IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL”, diz:

“CREMOS QUE, NO PRESENTE, QUANDO O MUNDO VAGUEIA EM TÃO CAÓTICA SITUAÇÃO, DEUS ENVIOU MEISHU-SAMA, FUNDADOR DA IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL, COM A SUPREMA MISSÃO DE REALIZAR A SAGRADA OBRA DE SALVAÇÃO DA HUMANIDADE.”

Fica bem claro que a missão de Meishu-Sama é de  “SALVADOR”, “MESSIAS”!

O único que recebeu essa missão foi Meishu-Sama e podemos comprovar através dos milagres que vivenciamos diariamente.

É essencial entendermos que a primeira vez que o Supremo Deus se manifestou directamente aqui na face da Terra foi através de Meishu-Sama. Até então, ele actuava através dos Seus representantes.

A força do Messias se manifesta através do Johrei, dos Seus ensinamentos e a partir dos Solos Sagrados. Essa força, o baptismo pelo fogo, queima as máculas.

Durante a Era da Noite, o elemento que predominava era a água. Por isso, os outros tratamentos tinham a capacidade de congelar as máculas, dando a impressão que o problema estava resolvido. Mas, a salvação através da força da água absorve as impurezas para quem trata, como vimos na experiência do Sr. Bartolomeu Mboa. Por isso mesmo a pessoa se empenhando, não conseguia sair da doença, pobreza e conflito.

Mas, a humanidade já pode se alegrar pois o Messias há tanto esperado já surgiu na face da Terra.

Ele nasceu no Oriente, no extremo leste do Japão em Tóquio e veio concretizar a profecia da Luz do Oriente, avançando cada vez mais para o oeste e agora chegou a hora de iluminar todos os povos através das mãos de cada um dos senhores!

Não vamos mais perder tempo a julgar, criticar, vamos levar a flor, levar a luz do Johrei pra todas as pessoas com quem encontrarmos. Esse é o nosso compromisso!

Gostaria de convidar os senhores para o culto de Aniversário da Ascensão do Messias Meishu-Sama, que será realizado na nossa Sede Central, no próximo dia 10 de Fevereiro, às 10 horas da manhã.

Vamos continuar a aprofundar nos pontos que iniciamos no mês passado como preparação para o Culto do Paraíso Terrestre.

Desejo um feliz mês de Fevereiro para todos os senhores e boa missão!